Dicas de Cultivo, Otimizando seu Cultivo

Como Economizar na Conta de Luz no Cultivo Indoor

Quando se tem um cultivo indoor, a conta de energia elétrica sempre nos deixa em alerta, afinal, não queremos que ela venha muito elevada. Vamos te ensinar como economizar na conta de luz!

Diversos equipamentos do espaço de cultivo utilizam a energia elétrica para que possamos simular as condições ambientais ideais, seja o vento, pelos ventiladores e exaustores; o sol, com a iluminação ideal; ou até mesmo equipamentos secundários, como umidificadores. Com um período de utilização longo é natural nos preocuparmos com a conta de energia elétrica, ainda mais com o sistema de bandeiras tarifárias ativo.

As bandeiras tarifárias são um sistema de cobrança adicional feita nas contas de luz, quando o custo de produção elétrica aumenta. As bandeiras tarifárias variam conforme a necessidade de novas fontes de produção de energia elétrica, variando entre verde, amarela, vermelha e vermelha 2.

Dicas para Economizar na Conta de Luz

Utilize LED Quantum Boards

As Quantum Boards representam uma revolução no cultivo indoor, onde conseguimos ter uma ótima eficiência energética, entregando mais para o desenvolvimento das plantas e gastando menos com a conta de energia. Possuímos um Guia Completo explicando tudo que você precisa saber sobre iluminação pra cultivo indoor.

Isso é possível pois os chips das Quantum Boards possuem uma grande quantidade de brilho e, junto com os drivers corretos, eles perdem menos energia em forma de calor. Então, apesar do investimento inicial ser um pouco maior do que a maioria dos outros LEDs e das lâmpadas de cultivo, a economia na conta de energia elétrica, a longo prazo, é muito superior, além de gerar muito menos calor.

Luzes acesas em horários de menor consumo

O uso de muitos aparelhos eletrônicos,simultaneamente, fará o relógio que marca o valor consumido (na conta de luz), corra mais rápido, ou seja, o consumo será maior. Além disso, horários de pico de consumo (18h à 0h) também tendem a fazer com que o relógio ande mais rapidamente. Uma alternativa é deixar o fotoperíodo ativo, ou a iluminação ligada, quando menos aparelhos estiverem ativos.

Utilize um dimmer em seus aparelhos

Muitos aparelhos eletrônico operam em sua capacidade máxima, mesmo que não haja necessidade. Para isso podemos utilizar dimmers e controladores de potência.

Um bom uso de dimmer é na iluminação, onde podemos regular a potência das nossas Quantum Boards e dimensionar a energia necessária para cada estágio de vida da planta.  Muitos cultivadores utilizam a potência máxima de seus painéis apenas no meio da floração, durante a fase de engorde, enquanto outros preferem ter painéis mais potentes, mas chegar a no máximo 80% de potência, ganhando ainda mais vida útil para o driver e para os chips.

Mantenha a temperatura controlada

Equipamentos eletrônicos precisam de uma temperatura controlada para operar corretamente. Mantê-los ventilados e refrigerados permitirá uma menor perda de energia em forma de calor, ou seja, menos eficiência para o seu cultivo. Menos calor é também menos uso de ventiladores ou ar condicionado, o que ajuda a economizar na conta de luz.

Faça pausas no fotoperíodo

Durante dias muito quentes ou, até mesmo para economizar, podemos fazer pequenas pausas na iluminação, desligando-a completamente ou reduzindo ao máximo a potência da luz.

Períodos curtos de uma ou duas horas não irão atrapalhar o desenvolvimento do seu fotoperíodo, principalmente se você estiver duramente o vegetativo, onde utilizamos mais horas de iluminação ativa, ficando entre 18 e 24 horas. Apenas certifique-se da pausa não ser muito longa e que a luz retornará em seguida, isso permite que a planta não inicie sua floração.

Pause o cultivo no verão

Cultivar no verão é um desafio e muitos cultivadores fazem a famosa “pausa pro verão”. A pausa é, basicamente, um período onde o espaço de cultivo fica desativado, e todo o ciclo (ou os ciclos) ocorre num período com temperaturas mais amenas e com a bandeira tarifária menor.

O período da pausa será determinado por você, as vezes algumas semanas já são o suficiente para alguns cultivadores, enquanto outros só voltam a cultivar no fim do verão. 

Sobre o Autor:

Meu nome é Carlos Eduardo, paciente de Cannabis Medicinal e sócio fundador da Cultlight, empresa especializada em iluminação para horticultura e cultivo indoor. Pra quem já me conhece do Instagram ou do YouTube, eu sou o Cadu da Cultlight. Sou Engenheiro de Produção formado na Universidade Federal Fluminense (UFF), onde pesquiso sobre de Cannabis, cultivo, produção e autoprodução, principalmente com o foco medicinal. Te convido a acompanhar nossos conteúdos nas redes sociais para ter acesso a mais dicas e conteúdos técnicos gratuitos sobre cultivo de maconha!

Se você ainda possui alguma dúvida sobre cultivo de cannabis, por mais simples e básica que pareça ser, não hesite em entrar em contato com a Cultlight, nós faremos o possível para te ajudar ao longo de todo o caminho.

Chama lá!

+55 21 968731570

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *