Enciclopédia do Cultivador, Iluminação no Cultivo Indoor

Unidades Luminosas no Cultivo Indoor [2024]

Ao pesquisar sobre iluminação não se deve pensar em Watts, mas em Lúmens, LUX, PPF, PPFD e DLI (unidades luminosas no cultivo indoor), pois o Watts expressa a quantidade de energia gasta, e não a quantidade de luz emitida ou absorvida pelas plantas.

Deve-se procurar saber quanto de luz o objeto emite, o quanto de luz fica disponível para absorção pelas plantas e o quanto de luz a planta recebe durante o seu fotoperíodo.

Lúmens expressam a quantidade de luz que determinado objeto luminoso emite. Mais lúmens provêm luz mais forte e mais clara, enquanto menos lúmens provêm luz mais fraca.

Lux expressa a quantidade de luz emitida em determinada área, logo, é uma medida mais específica e que depende da direção para a qual o objeto luminoso emite a luz. Um lux equivale a 1 lúmen por metro quadrado.

PAR significa radiação ativa fotossintética e define o tipo de luz (radiação) que a planta precisa para realizar a fotossíntese. As plantas utilizam frequências de luz específicas para produzir sua energia, denominadas espectros.

O espectro utilizado pelas plantas fica entre 400-700 nanômetros, em geral. Não se deve utilizar o PAR para escolher a sua luz, pois ele não informa sobre a quantidade de luz emitida ou absorvida: apenas define se é luz é adequada para a fotossíntese. 

As unidades luminosas no cultivo indoor que mais importam:

PPF significa fluxo de fótons fotossintéticos e remete à quantidade de luz produzida, a cada segundo, por um objeto luminoso. Ele basicamente expressa quanto PAR é emitido a cada segundo. Expresso em micromols/segundo, não indica o quanto de luz chega nas superfícies das plantas, somente o quanto é emitido pelo objeto.

PPFD significa densidade do fluxo de fótons fotossintéticos e ele mede o quanto de luz PAR atinge a superfície da planta, logo é a unidade mais importante a ser avaliada! Ele é expresso em micromols/segundo/m2.

DLI significa luz diária integral e mede o quanto de luz PAR atinge a planta por dia. Pense nele como o quanto de luz a planta recebe diariamente para realizar sua fotossíntese. Ele é expresso em mol/m2/ dia, sendo o dia dependente de quantas horas a planta recebe a luz: maior fotoperíodo, mais luz.

Para exemplificar, o DLI seria o quanto de água caiu durante uma chuva em um determinado espaço, enquanto o PPFD mostraria a velocidade com a qual a chuva caiu nesse espaço. Ambas são unidades importantes, porém o PPFD é mais uma unidade de eficiência, enquanto o DLI expressa quantidades brutas.

Outra dica importantíssima é: Não devemos utilizar somente os lúmens para comparar diferentes luzes ou LED’s. O Lúmen expressa o quanto brilha o objeto perante o olhar humano, mas não corresponde sempre à quantidade de luz que a planta consegue captar para realizar a fotossíntese e crescer.

Se alguém está tentando te vender uma luz apresentando somente os lúmens, e não o PPF, PPFD e DLI, DESCONFIE. São altas as chances do vendedor estar comercializando um produto que não é da melhor qualidade. Do contrário, ele não estaria omitindo as medidas mais importantes de eficiência e rendimento do produto?

Sobre o Autor:

Meu nome é Carlos Eduardo, paciente de Cannabis Medicinal e sócio fundador da Cultlight, empresa especializada em iluminação para horticultura e cultivo indoor. Pra quem já me conhece do Instagram ou do YouTube, eu sou o Cadu da Cultlight. Sou Engenheiro de Produção formado na Universidade Federal Fluminense (UFF), onde pesquiso sobre de Cannabis, cultivo, produção e autoprodução, principalmente com o foco medicinal. Te convido a acompanhar nossos conteúdos nas redes sociais para ter acesso a mais dicas e conteúdos técnicos gratuitos sobre cultivo de maconha!

Se você ainda possui alguma dúvida sobre cultivo de cannabis, por mais simples e básica que pareça ser, não hesite em entrar em contato com a Cultlight, nós faremos o possível para te ajudar ao longo de todo o caminho.

Chama lá!

+55 21 968731570

Um pensamento sobre “Unidades Luminosas no Cultivo Indoor [2024]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *