Enciclopédia do Cultivador, Iluminação no Cultivo Indoor

LM283 vs LM301: qual a diferença? [2024]

De uns tempos pra cá, tem sido mais fácil encontrarmos produtos tanto no Brasil como na China contendo o chip LM283B+. LM283 vs LM301: Afinal, Samsung é tudo igual?

Essa entrada de produtos com chips novos traz junto algumas perguntas importantes para os interessados em cultivo e iluminação. Afinal, é um bom chip? Sua eficiência se compara à famosa e eficaz linha LM301? Por que esse chip só surgiu agora e por que ele está sendo vendido a preços mais em conta?

Não  é novidade que um bom painel é composto por um conjunto de peças de qualidade. Chips, drivers, conexões elétricas, dissipador, tudo isso junto faz um grande painel. Isto significa que todas as partes do painel são importantes se você almeja o melhor produto. Então, vamos aprender mais sobre esse chip.

Veja também: LM301H vs LM301B.

Surgimento

Em meados de outubro de 2020, com a importação de painéis em sua alta histórica, grande parte dos fornecedores, principalmente os chineses, tiveram de parar sua produção devido à falta do chip LM301 no mercado. A comercialização foi tão grande que gerou toda uma nova gama de produtos nesse mesmo período.

Alguns fabricantes decidiram utilizar chips para substituir o LM301 da Samsung, como por exemplo o Seoul 3030 da Seoul Semicon, grande concorrente da Samsung. Enquanto outros fabricantes decidiram, por questão de marketing e de credibilidade, decidiram utilizar outros chips da Samsung para produção de seus painéis, como por exemplo o LM283B +, LM281, entre outros.

Levando em consideração que o tempo de uma importação marítima de grande porte demora cerca de 3 a 4 meses, podemos pressupor que os produtos que começaram a aparecer no início do ano e que estão sendo vendidos atualmente são provenientes dessa época de baixa na produção dos painéis com os chips LM301. LM283 vs LM301: Afinal, Samsung é tudo igual?

Eficiência: LM283 vs LM301

Afinal, é um bom chip ? 

Sim. A resposta é simples, porém junto dela surgem outros questionamentos.

É um chip focado para horticultura? Não.

É melhor ou mais eficiente do que o LM301H ou B? Não.

É mais barato ? Sim. O preço é o único diferencial positivo.

Diferenças

Imagens retiradas do site oficial da Samsung

Ao compararmos ambas fichas técnicas dos chips LM283B+ e  LM301, é possível notar dois fatores muito importantes:

  • Há uma grande diferença na eficiência luminosa entre os dois chips, o LM283B+ possui uma eficiência significativamente menor.
  • Ausência de dados focados para horticultura na ficha técnica do chip LM283B+.

O LM283B+ possui  ápice de 133 lúmens por Watt utilizado, enquanto o LM301 possui ápice  de 220 lúmens por Watt utilizado. É importante lembrar que essa é a eficiência do chip nas condições perfeitas. 

Geralmente, a eficiência do sistema da Quantum board com LM301 como um todo varia de 160 a 180 lúmens/W, para que o produto possua uma vida útil longa. Infelizmente não encontrei dados sobre a real eficiência das quantum boards com LM283B+. 

Nesses anúncios, existem diversas informações enganosas perante a eficiência do sistema de uma quantum board com LM283B+. Também existem práticas de má fé, como, propositalmente, omitir informações quanto a eficiência luminosa para que o cliente não perceba que está comprando um produto de qualidade inferior, já que muitas vezes o cliente remete a qualidade do chip somente ao nome da marca Samsung.

Comparando apenas a eficiência máxima de cada chip, ambos nas suas condições perfeitas, o LM301 é cerca de 65% mais eficiente no quesito de lúmens. Para a análise comparativa no quesito luminoso para plantas, a análise não é possível de ser realizada neste momento, uma vez que o chip LM283B+ não possui esses dados focados para horticultura, como por exemplo μmol/J, μmol/s e PPF. Esses dados são os mais importantes para a análise da qualidade da luz para cultivo de plantas. 

Proteção extra?

Outro detalhe importante é a ausência da cobertura de anti sulfurização no chip LM283B+ que o LM301H possui. Isso é muito importante para equipamentos que precisam durar por bastante tempo. A sulfurização é um processo de descoloração e degradação decorrente do elemento de enxofre presente na atmosfera. LM283 vs LM301: Afinal, é tudo igual?

Os componentes de enxofre existem em grande variedade de formas na atmosfera, como nos gases de exaustão de veículos e gases emitidos por fontes termais e se a sulfurização ocorrer, é possível que ocorra um circuito aberto afetando negativamente o circuito.

Ou seja, se você mora num centro urbano isso é muito importante para seu produto, pois sem  essa cobertura ele pode ter uma vida útil reduzida ou ter problemas elétricos.

Apesar disso, nunca vimos essa degradação acontecer de forma visível. Sabemos apenas que chips mais “genéricos” possuem vida útil menor por diversas razões, dentre elas, drivers de qualidade duvidosa.

Por acaso, os produtos LM283 do mercado nacional vem sempre com drivers “genéricos”. Nada que confira muita confiança em sua qualidade.

Se formos comparar no quesito eficiência com outras lâmpadas e levando em conta o PPF da quantum board de 240W sendo 60% menos eficiente temos o seguinte resultado:

LM283 vs HPS


QB Cultlight LM301H 240WHPS 250WHPS 400WQB 240W LM283B+
PPF (μmol/s)589418680357
consumo real (W)240275428240
eficiência (PPF/consumo)2,451,521,581,49

Ou seja, uma quantum board de má qualidade pode não ser tão eficiente quanto um sistema de HPS otimizado.

Outro detalhe que pode vir a reduzir mais ainda a vida útil e luminosidade desse painel, é a utilização de chips 660nm Epistar, ao invés de chips 660nm da Osram, que possuem uma qualidade e confiabilidade maiores.

Ausência no Mercado

Ao estudarmos e analisarmos esses chips, nos deparamos com um vazio de informações testadas e comprovadas da eficiência e até da sua existência lá fora.

Ao procurarmos o seguinte termo no google ‘’LM283B+ quantum board’’ nos deparamos apenas com anúncios brasileiros e chineses, somente 246 termos de busca no google, enquanto ‘’LM301 quantum board’’ possui mais de 12.000 resultados de busca.

Em outras plataformas, como reddit, que possui comunidades grande e ativas de cultivadores, como a r/microgrowery, que conta com cerca de 270k usuários, r/macrogrowery com 50k usuários e r/cannabiscultivation que conta com mais de 100k de usuários não possuem NENHUM post ou comentário relacionado com o chip LM283B+.

Também pesquisei em grandes fóruns internacionais de cultivo como o Overgrow e o Roll it up e nada foi encontrado. Ou seja, não são produtos comuns na comunidade mundial de cultivadores.

Conclusão

Perante todas essas informações, é possível notar que os painéis com o LM283B+ não são comumente utilizados para horticultura. Eles são mais baratos e significativamente menos eficientes quando comparados aos LM301.

Muitas vezes o barato pode sair caro. Aposte, sempre que puder, na qualidade, economia, e longevidade do produto. 

Sobre o Autor:

Meu nome é Carlos Eduardo, paciente de Cannabis Medicinal e sócio fundador da Cultlight, empresa especializada em iluminação para horticultura e cultivo indoor. Pra quem já me conhece do Instagram ou do YouTube, eu sou o Cadu da Cultlight. Sou Engenheiro de Produção formado na Universidade Federal Fluminense (UFF), onde pesquiso sobre de Cannabis, cultivo, produção e autoprodução, principalmente com o foco medicinal. Te convido a acompanhar nossos conteúdos nas redes sociais para ter acesso a mais dicas e conteúdos técnicos gratuitos sobre cultivo de maconha!

Se você ainda possui alguma dúvida sobre cultivo de cannabis, por mais simples e básica que pareça ser, não hesite em entrar em contato com a Cultlight, nós faremos o possível para te ajudar ao longo de todo o caminho.

Chama lá!

+55 21 968731570

3 pensamentos sobre “LM283 vs LM301: qual a diferença? [2024]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *