Dicas de Cultivo, Problemas no Cultivo Indoor

Excesso de Luz no Cultivo Indoor de Cannabis

Sua planta de maconha só pode resistir a uma certa quantidade de luz e calor. Depois de um certo ponto, sua cannabis vai começar a amarelar ou exibir outros sinais de estresse nas folhas mais próximas das fontes de luz e/ou calor. Isso é o que chamamos de light-burn, causado pelo excesso de luz no cultivo indoor.

Excesso de Luz no Cultivo Indoor é um Problema?

O excesso de luz no grow costuma causar folhas amarelas na parte superior da planta, que estão diretamente sob as luzes de crescimento (embora também possa aparecer em folhas mais velhas que foram expostas à luz por um longo tempo).

Com plantas de cannabis que sofrem com o excesso de luz no grow, suas folhas podem às vezes ficar amarelas ou vermelhas/púrpuras, possivelmente com manchas marrons, muitas vezes com as pontas queimadas e margens que permanecem verdes. Outros problemas, como problemas de nutrientes, podem desencadear ou piorar muito os sintomas do light-burn. 

Se você vir uma descoloração pouco saudável somente nas partes da planta diretamente sob sua luz de crescimento, ou somente nas folhas mais velhas que estão expostas à luz, muitas vezes significa que a luz está muito forte para suas plantas e você deve afastar um pouco a sua quantum board

O excesso de luz no grow é muitas vezes confundido com uma deficiência de Nitrogênio, que faz com que as folhas amarelas murchem. As folhas com deficiência de nitrogênio caem sozinhas, enquanto as folhas queimadas com luz são difíceis de arrancar. A deficiência de nitrogênio começa na base da planta e sobe, enquanto que o light-burn costuma ser pior na parte superior da erva, justamente onde recebe mais luz.

Essa é também a causa dos buds “albinos”. Basicamente, a descoloração dos buds é o que acontece quando eles sofrem com o excesso de luz no grow, da mesma forma que nosso cabelo pode ficar descolorido se você passar muito tempo ao sol. Exceto que um bud branqueado tende a ser de baixa potência ou mesmo sem potência (não há THC ou outros canabinóides). Portanto, você deve evitar o light-burn de suas plantas a todo custo! Às vezes os buds que sofreram com o light-burn são etiquetados como “canábis branca”, mas a verdade é que a cor branca não é saudável, portanto esta não é uma característica desejável (mesmo que pareça bem maneira :P).

O mais comum, porém, é que seus buds que sofreram com o light-burn tenham uma aparência de queimado mesmo. Na foto abaixo é possível ver claramente a diferença entre um bud queimado (no topo) e um bud saudável (em baixo).

Solução

Caso você acredite que suas plantas de maconha estejam sofrendo com o excesso de luz no grow, tente afastar um pouco das suas luzes de cultivo! Aqui no blog da cultlight temos um post sobre a altura ideal para seu quantum board. Se não for possível mover a luz para mais longe, experimente dobrar suas plantas para que o topo delas fique mais afastado da fonte luminosa. Você pode até considerar cortar a parte superior da planta e assim remover parte da altura indesejada. 

Às vezes, o estresse térmico (excesso de calor) pode parecer um light-burn. Ao aprender a cultivar cannabis, é melhor tentar manter as coisas a uma temperatura confortável o tempo todo para um crescimento ideal. Se estiver muito quente para você, provavelmente está muito quente para suas plantas. Temos um texto sobre como lidar com o calor. Fica de olho que em breve teremos um post sobre o heat-stress (excesso de calor)!

Esse post é uma tradução/adaptação de um artigo da página Growweedeasy. Clique aqui para conhecer a versão original!

Related Posts

Um pensamento sobre “Excesso de Luz no Cultivo Indoor de Cannabis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *