Cultivo Orgânico, Dicas de Cultivo

Conheça TRÊS fungos benéficos pro cultivo de cannabis

Microrganismos que promovem o crescimento das plantas e auxiliam no controle de pragas e doenças já são alvos de estudos e pesquisas recentes com o intuito de criar novos bioprodutos para o cultivo. Geralmente os fungos são os organismos mais injustiçados, uma vez que quase sempre estão atrelados à doenças e causam medo quando aparecem no solo do cultivador orgânico iniciante.

Mas vamos com calma, dentre os inúmeros gêneros de fungos presentes no vasto Reino Fungi, obviamente nem todos são fitófagos – se alimentam de plantas. Alguns, inclusive, ajudam bastante no combate de pragas e doenças, deixando a planta mais forte e saudável. No artigo de hoje, vamos falar sobre três fungos parceiros do bom cultivo para você entender melhor sobre os benefícios que esses camaradas oferecem e porque são as estrelinhas dos estudos recentes no mundo agrícola.

Procurando conteúdo sobre como controlar pragas no seu cultivo? Confira nosso outro artigo.

Fungo Benéfico: Trichoderma

O fungo Trichoderma é um gênero de fungos que se destaca por serem dotados de grande oportunismo e por apresentarem alta capacidade de colonizar a rizosfera e substratos variados. Outra característica marcante dele é a sua habilidade para parasitar outros fungos.

Legenda: Trichoderma harzianum

A interação do Trichoderma com as plantas é bastante benéfica, uma vez que ele promove o crescimento das plantas e a germinação de sementes, favorece o desenvolvimento das raízes tornando-as mais profundas e vigorosas, incrementa a absorção e solubilização de nutrientes e o mais curioso: causa o “Efeito Trichoderma”.

O Efeito Trichoderma é o termo designado para o comportamento que o Trichoderma causa nas plantas. Ao colonizar a rizosfera, ele estimula as defesas da planta frente ao ataque de patógenos e condições ambientais adversas. Com isso, ele livra a planta de um contato direto com o parasita evitando um estresse prévio. Por isso as plantas não enxergam o Trichoderma como um inimigo.

Em decorrência de todos esses efeitos benéficos que o Trichoderma causa no mundo vegetal, sua utilização como agente biológico é cada vez mais incentivada dentro da agricultura. De fato, ele é um oportunista gente boa.

Fungo Benéfico: Micorrizas Arbusculares

Micorriza é o termo derivado do grego que significa “fungos-raízes”. Esse termo foi criado para descrever as interações simbióticas entre plantas e fungos do solo. Existem sete tipos de micorrizas, sendo as micorrizas arbusculares e as ectomicorrizas as mais abundantes no mundo vegetal. 

Legenda: Micorrizas expandem a capacidade das raízes buscarem nutrientes.

A utilização das micorrizas no cultivo traz muitos benefícios, como o fluxo de carbono orgânico da planta hospedeira para o fungo e dos elementos inorgânicos do fungo para a planta. Além disso, por atuarem como uma extensão das raízes – digamos que as micorrizas vivem de mãos dadas com as raízes das plantas -, as micorrizas aumentam a área de exploração radicular, promovendo uma melhor absorção de nutrientes e água.

Em relação à estrutura do solo, os fungos micorrízicos aumentam a tolerância das plantas frente a doenças, excesso de metais pesados e estresses ambientais, desempenhando um papel imprescindível na manutenção de ecossistemas, sobretudo, de ambientes mais pobres. 

Do ponto de vista financeiro, as micorrizas também se destacam, visto que são uma alternativa mais acessível do que outros insumos agrícolas que apresentam preços elevados para o pequeno agricultor. Sem contar na gama de benefícios que essa associação traz para o cultivo para além de enriquecer ecossistemas pobres. De fato, estimular essa interação no seu ambiente cultivo é bastante eficaz.

Fungo Benéfico: Dark Septate (promissor!)

Os fungos Dark Septate (DSEF) são pouco conhecidos, mas já apresentam bastante eficácia na promoção de crescimento de diversas espécies de plantas. Esses fungos endófitos de coloração escura se desenvolvem principalmente em ambientes estressantes e andam chamando a atenção de pesquisadores por estabelecerem associações semelhantes às micorrizas.

Dentre os benefícios que eles promovem para as plantas, podemos destacar o acúmulo de nutrientes – principalmente fósforo e nitrogênio -, controle biológico e promoção de crescimento. O que diferencia e destaca os DSEF das micorrizas arbusculares é o fato de não serem biotróficos obrigatórios, ou seja, eles não dependem de tecidos vivos da planta para extrair seus nutrientes, facilitando o isolamento e a multiplicação das colônias.

Apesar de pouco se conhecer a respeito dos fungos Dark Septate, sobretudo sobre a fisiologia, biologia e ecologia dessas espécies em solo brasileiro, os estudos até então disponibilizados trazem resultados promissores. Quem sabe ele não se torna um aliado pro cultivo de cannabis?

Fungos Benéficos pro Cultivo Indoor: uma conclusão

Para todo bom cultivador orgânico, é importante reconhecer a importância dos fungos na saúde do solo e das plantas. Principalmente pros adeptos ao no till, não dá pra deixar a oportunidade passar, né?

Sobre o Autor:

Meu nome é Carlos Eduardo, paciente de Cannabis Medicinal e sócio fundador da Cultlight, empresa especializada em iluminação para horticultura e cultivo indoor. Pra quem já me conhece do Instagram ou do YouTube, eu sou o Cadu da Cultlight. Sou Engenheiro de Produção formado na Universidade Federal Fluminense (UFF), onde pesquiso sobre de Cannabis, cultivo, produção e autoprodução, principalmente com o foco medicinal. Te convido a acompanhar nossos conteúdos nas redes sociais para ter acesso a mais dicas e conteúdos técnicos gratuitos sobre cultivo de maconha!

Se você ainda possui alguma dúvida sobre cultivo de cannabis, por mais simples e básica que pareça ser, não hesite em entrar em contato com a Cultlight, nós faremos o possível para te ajudar ao longo de todo o caminho.

Chama lá!

+55 21 968731570

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *