Dicas de Cultivo, Otimizando seu Cultivo

Guia de Prevenção de Pragas no Cultivo Indoor

Sofrendo com pragas no cultivo? O melhor caminho é, sem dúvidas, evitar que ocorram. Nesse artigo, iremos te ensinar tudo sobre prevenção de pragas no cultivo indoor.

Existem dezenas e mais dezenas de textos explicativos sobre o Manejo Integrado de Pragas (MIP) ou, como é conhecido em inglês, Integrated Pest Management (IPM). Existem diversos questionamentos quando falamos dessa técnica:

Como de fato fazemos esse manejo? Que produtos devemos usar? Com qual frequência?

Tudo isso gera uma certa confusão na cabeça do cultivador que após ler todo esse material não aprende de fato como aplicá-lo. Primeiro, é importante entender que pragas são agentes parasitas favorecidos pela deficiência de alguma defesa do solo que, geralmente, se multiplicam descontroladamente por falta de barreiras e de predadores. Ocorre quando utilizamos solos inertes, sem vida ou quando cultivamos indoor, já que não há predadores naturais.

As pragas só se estabelecem em plantas ou sistemas suscetíveis (frágeis). Os parasitas não aparecem para prejudicar alguém, mas porque encontram condições favoráveis para sua alimentação, crescimento e reprodução. Se estas condições não existirem no seu ecossistema, não atacarão as plantas de maneira a trazer grandes danos. 

Uma Filosofia de Prevenção de Pragas no Cultivo Indoor

A filosofia por trás do manejo integrado de pragas entende que pragas e pestes são simplesmente um sinal de que algo está errado no seu cultivo. Então, todos os métodos que recuperam o solo são medidas que previnem o surgimento de pragas e doenças.

O MIP não procura matar a praga, mas tem como objetivo não criá-la e não dar condições para que a mesma se reproduza de maneira exponencial.

Um grande exemplo disso são os pulgões . Os pulgões se alimentam de excesso de açúcar na seiva da planta. Esse excesso de açúcar é uma suscetibilidade da planta que favorece a praga. Os pulgões somente conseguem furar as paredes celulares quando estas são finas e rígidas. Plantas bem abastecidas com potássio, boro e sílica possuem paredes celulares mais grossas e elásticas, que resistem melhor às investidas dos pulgões. Com um sistema protegido e balanceado, restam apenas 2 opções para o pulgão: procurar outra planta ou morrer. 

Pulgão sugando o açúcar de uma folha.

Como Fazer o Manejo Integrado de Pragas

É aí que entra o Manejo Integrado de Pragas, que é composto por 4 pilares:

  • Equilibrar e diversificar a vida do solo e os grupos funcionais.
  • Aumentar a resistência vegetal por uma nutrição mais equilibrada, evitando desequilíbrios minerais e o acúmulo de substâncias inacabadas na seiva, que servem de alimento para pragas e patógenos.
  • Fortalecer as raízes das plantas.
  • Manter o solo úmido e aerado continuamente com cobertura viva ou morta.

Sabendo desses 4 pilares podemos montar uma boa rotina de prevenção de pragas que se baseia nos 4 pilares do manejo integrado de pragas.

Aplicações quinzenais ou mensais de um repelente composto por óleos

Os óleos essenciais, como óleo de neem, comprovadamente afastam e combatem diversos tipos de  pragas e insetos. Os seguintes óleos essenciais são recomendados: canela, citronela, hortelã-pimenta, gengibre, andiroba e neem. Sempre utilize a recomendação de dosagem do fabricante. O OHN (Oriental Herb Nutrients) também é uma ótima opção aqui. É importante lembrar que para a aplicação de óleos as luzes devem estar desligadas.

Recipiente de plástico transparente com tampa vermelha. Dentro do recipiente, existe um líquido amarelo.

Aplicações quinzenais ou mensais de produtos biológicos

Essa prática cria biodiversidade, o que vai proteger suas plantas contra patógenos. Existem diversos tipos de produtos biológicos como: IMO (microrganismos indígenas), EM (Microrganismos eficientes) e LABs (bactérias de ácido lático). A aplicação de produtos biológicos é uma das bases do KNF (Korean Natural Farming), que se baseia em fortalecer as funções biológicas, principalmente de crescimento, para aumentar a produtividade e melhorar a nutrição do cultivo.

Recomendamos também o uso do Bokashi Líquido da Organo Lab como tratamento foliar. Esse insumo é capaz de favorecer o biofilme das suas plantas, contribuindo para uma prevenção de pragas mais eficiente. O biofilme permite o crescimento de bactérias benéficas na superfície das plantas, de forma protegida, e permite a sobrevivência delas mesmo quando as condições não se mostram favoráveis.

É importante lembrar que para a prevenção de pragas no cultivo com aplicação de agentes biológicos as luzes devem estar desligadas ou fracas.

Microorganismos benéficos podem suprimir significativamente a atividade de patógenos fúngicos em culturas. Além disso, existem outros benefícios em utilizá-los, tais como: taxas aumentadas de decomposição da matéria orgânica do solo, aumento da disponibilidade de nutrientes, melhor rendimento das plantas, redução de microrganismos patogênicos e aumento das defesas das plantas.

Outros produtos biologicamente importantes que podem ser utilizados são:

Bacillus Subtilis

É uma espécie de bactéria do gênero bacillus que apresenta propriedades que protegem o organismo contra os microrganismos patogênicos, agindo positivamente na prevenção de pragas no cultivo.

Beauveria Bassiana

É um fungo entomopatogênico, ou seja, apresenta uma alta capacidade de causar doenças em insetos. Por isso, é a espécie de fungo mais estudada e comercializada para controle de pragas no mundo, caracterizada como inseticida biológico.

Trichoderma Harzianum

O Trichoderma harzianum é um fungo benéfico amplamente usado no cultivo indoor de maconha devido à sua capacidade de promover o crescimento saudável das plantas e protegê-las contra patógenos do solo. Este fungo estabelece uma relação simbiótica com as raízes da cannabis, ajudando na absorção de nutrientes e na melhoria da resistência ao estresse hídrico e salino. Além disso, o Trichoderma harzianum atua eficazmente contra uma variedade de doenças fúngicas e bacterianas, reduzindo a necessidade de pesticidas químicos e promovendo um cultivo mais sustentável e ecológico.

Spinosad

O Spinosad é um inseticida orgânico derivado da fermentação de uma bactéria do solo chamada Saccharopolyspora spinosa. No cultivo indoor, o Spinosad é valorizado por sua eficácia no controle de uma ampla gama de pragas, incluindo tripes, moscas brancas e lagartas, sem causar danos significativos ao meio ambiente ou às plantas. Este produto é uma escolha popular entre os cultivadores de cannabis devido ao seu modo de ação específico, que afeta o sistema nervoso dos insetos mas é seguro para humanos e animais quando usado conforme indicado. Além disso, o Spinosad degrada-se rapidamente no ambiente, minimizando o risco de toxicidade e resistência, tornando-o uma opção sustentável para cultivos orgânicos de cannabis em ambientes caseiros.

Metarhizium Anisopliae

O Metarhizium é considerado um organismo benéfico, capaz de diminuir a população de uma praga ou doença e beneficiando um organismo que pode auxiliar em processos metabólicos das plantas.

Ele tem sido uma ferramenta indispensável nos dias de hoje para agricultura convencional e orgânica. O Metarhizium anisopliae, age por contato, entretanto a morte do inseto se dá pela infecção generalizada causada pelo fungo. Ele é excelente contra cigarrinhas, larvas de raízes, brocas, corós de solo, vaquinhas, mites e etc.

Lembrando que para uma boa eficiência da aplicação desses produtos temos que tomar alguns cuidados como: TEMPERATURA ABAIXO DE X, UMIDADE ACIMA DE X, uniformidade de aplicação para que o produto atinja o alvo, e o fungo se estabeleça. É sempre importante ler as recomendações de aplicação de cada um desses produtos.

Silicato de Potássio

Aplicações mensais de silicato de potássio. Um mineral importante está faltando em muitos solos e a maioria dos testes de solo nem sequer monitora sua presença. É um grande agente na prevenção de pragas no cultivo.

Este mineral pode aumentar a resistência ao estresse, aumentar a fotossíntese e o teor de clorofila, melhorar a resistência à seca, a tolerância ao sal e a fertilidade do solo e evitar o acamamento. Também pode reduzir a pressão de insetos, danos causados por geadas e doenças destrutivas, ao mesmo tempo em que diminui as taxas de irrigação, neutralizando a toxicidade de metais pesados e combatendo os efeitos negativos do excesso de sódio.

Recentemente, descobriu-se que o silício desencadeia a produção de um conjunto de compostos que aumentam a imunidade. Este mineral é agora visto como uma ferramenta integral no manejo proativo de pragas, pois oferece resistência celular protetora e, ao mesmo tempo, alimenta um sistema de defesa robusto.

Aplicação de chás ativamente aerados

Esses chás podem ser aplicados tanto foliar quanto na rega, e adicionam muita vida benéfica no solo, nas raízes e nas folhas, tornando sua planta praticamente blindada contra qualquer tipo de mofo na raiz, nas folhas e nas flores.  A aplicação pode ser quinzenal ou mensal.

Em sistemas com camas de solo (no-till), essas aplicações podem ser ainda menos frequentes e, em cultivos no-till muito antigos, é comum não se usar mais esses chás, pois o solo já fica extremamente vivo e balanceado com o tempo. 

Esses chás com muita vida, caso aplicados muito frequentemente, podem acabar por desbalancear a vida no solo. Dificilmente isso se torna um problema, mas pode acontecer caso o cultivador regue com chá todo dia, ou a cada dois dias. Recomendo uma aplicação quinzenal caso seu esteja iniciando seu cultivo ou montando um novo solo.

Temos um texto explicando como aplicar chás ativamente aerados!

Aplicações de cobertura vegetal

A cobertura vegetal ajuda a equilibrar e diversificar a vida do solo, além de provar uma boa nutrição vegetal.

Assim, essa melhor e maior associação de microorganismos benéficos torna mínima as chances de algum microorganismo maléfico conseguir se estabelecer.  Além disso, mantém o solo aerado e com uma retenção de água melhor, evitando seu aquecimento e ressecamento superficial.

Dicas extras pra cultivos inorgânicos / solo inerte

Pro pessoal que cultiva no inerte não há tanta necessidade de manter vida no solo. Então utilizaremos o peróxido de hidrogênio ou como é mais conhecida, água oxigenada.

A água oxigenada vai funcionar como anti séptica no reservatório de água, ou seja, isso ajuda a reduzir a população de microorganismos na água e no substrato, pois não são todos microorganismos que vivem em simbiose com as plantas. Além disso, a água oxigenada possui como subproduto o oxigênio, trazendo mais oxigênio livre para as raízes. 

Algumas situações em que a água oxigenada pode te ajudar:

  • Uma solução diluída de peróxido de hidrogênio pode ser aplicada rapidamente para se livrar de mofo e esporos de fungos. Isso porque possui potentes propriedades antifúngicas. Além disso, também é útil para prevenção, desencorajando o crescimento de fungos.
  • Algumas bactérias são benéficas para as plantas de cannabis. Outras, porém, irão desencadear doenças. Estas são muitas vezes mais difíceis de detectar do que infecções fúngicas. Para piorar a situação, as bactérias só podem atacar quando a planta estiver enfraquecida por fatores externos. Quando isso acontece, você pode perder as colheitas. Felizmente, a água oxigenada também tem uma poderosa ação antibacteriana. Uma única aplicação já pode destruir as bactérias nocivas que residem na planta. É um dos controles bacterianos mais eficazes.
  • As infestações de pragas e insetos são outro problema frustrante que você enfrentará em um ponto. Mais uma vez, a ação imediata é a chave para reduzir danos e perdas. Ao mesmo tempo, todos vocês precisam evitar pesticidas agressivos, que podem transmitir toxinas aos seres humanos e ao meio ambiente. A água oxigenada tem poderosas propriedades pesticidas. Ele pode matar a maioria dos insetos de corpo mole – como pulgões, ácaros e mosquitos(fungus gnats) – em contato. E ao eliminar os ovos e larvas, também reduz e controla a população de pragas.A recomendação é utilizar 2mL/L de H2O2 3%. 

Você pode usar a água oxigenada tanto foliar quanto via rega. Para pragas, você pode usá-lo duas vezes por semana. Para fungos e bactérias, uma única aplicação será suficiente. Lembre-se de que a água oxigenada vai prejudicar os microrganismos benéficos do solo, portanto, evite usá-lo em excesso. Em alguns casos, pode ser necessário reintroduzir a população microbiana no substrato.

Exemplo de programa de prevenção de pragas no cultivo indoor

De acordo com o Manejo Integrado de Pragas da Cultlight, você deve aplicar beauveria bassiana na segunda-feira da primeira semana; aplicar óleo de andiroba no sábado da segunda semana; aplicar bacillus subtilus na segunda-feira da terceira semana; e aplicar óleo de andiroba no sábado da quarta semana.

Os agentes biológicos você pode ir alternando. Caso a infestação já esteja num nível elevado, recomendo aumentar a frequência de todas aplicações.
E, por fim, lembre-se que o segredo está na prevenção. Trabalhe agora para evitar perdas e possíveis danos irreparáveis. É muito mais fácil prevenir do que combater.

Sobre o Autor:

Meu nome é Carlos Eduardo, paciente de Cannabis Medicinal e sócio fundador da Cultlight, empresa especializada em iluminação para horticultura e cultivo indoor. Pra quem já me conhece do Instagram ou do YouTube, eu sou o Cadu da Cultlight. Sou Engenheiro de Produção formado na Universidade Federal Fluminense (UFF), onde pesquiso sobre de Cannabis, cultivo, produção e autoprodução, principalmente com o foco medicinal. Te convido a acompanhar nossos conteúdos nas redes sociais para ter acesso a mais dicas e conteúdos técnicos gratuitos sobre cultivo de maconha!

Se você ainda possui alguma dúvida sobre cultivo de cannabis, por mais simples e básica que pareça ser, não hesite em entrar em contato com a Cultlight, nós faremos o possível para te ajudar ao longo de todo o caminho.

Chama lá!

+55 21 968731570

Referências:

Jensen, Helen; Guilaran, Leopoldo; Jaranilla, Rene; Garingalao, Gerry (2006). “NATURE FARMING MANUAL” (PDF). Pambansang Inisyatibo sa Binhi Likas-Kayang Pagsasaka sa Pilipinas. Retrieved 14 August 2016.

Reddy 2011, p. 8.

https://homegrowncannabisco.com/grow-your-own-with-kyle-kushman/advanced-techniques/should-i-use-hydrogen-peroxide-to-treat-cannabis-problems/

https://cdn.shopify.com/s/files/1/0248/9641/files/BuildASoil_IPM_Notes.pdf?v=1405529012

2 pensamentos sobre “Guia de Prevenção de Pragas no Cultivo Indoor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *